Publicado 11/04/16 às 00:16

Coluna do Celson Bianchi





Não tá favorável 

Condôminos do Centro Clínico Sudoeste estão revoltados com uma situação que tem ocorrido no local. "Condomínio com 90 empresas autônomas num dos bairros mais ricos do Brasil. Acredita que temos 150 vagas de garagem paradas, que são da construtora VECON, que eles não alugam, não vendem, não deixam usar e estão com dividas que ja superam R$ 3,6 milhões em taxas de condomínio", conta o síndico Marcelo Sicoli.

Assim não dá 

Acabo de protocolar, na Câmara Legislativa, uma Proposta de Emenda à Lei Orgânica que impede a contratação e gestão das Organizações Sociais (OSs), pelo Poder Público, na Saúde do Distrito Federal.

A saúde pública deve ser prestada pelo próprio Poder Público, de forma direta, por intermédio de profissionais que estejam a ele subordinados e não por contratos de gestão com entidades qualificadas como organização social.

 Desde o final de 2015, está sendo ventilada pelos meios de comunicação a intenção do atual Governo do Distrito Federal de repassar às OSs a execução de serviços de saúde. Isso contraria o sentido do Sistema Único de Saúde, uma das maiores conquistas da população brasileira. 

Assim não dá 2

De acordo com a Constituição Federal cabe à União, Estados, Distrito Federal e Municípios aplicar em ações e serviços de saúde. Mas a aplicação desses recursos deve ser feita sem a intermediação da gestão ou da execução, sob pena de se transformar em fonte de lucratividade de organizações que se dizem sem fins lucrativos, mas que, na prática, muitas vezes, servem para conseguir faturas milionárias do Estado em nome de uma finalidade inexistente. "Não podemos conviver diariamente com essa ameaça de privatização do Serviço Único de Saúde no Distrito Federal. 

Conto com o apoio dos servidores da Saúde, da população do DF e dos deputados distritais para aprovação desse projeto. A luta por melhorias no SUS é de todos nós", diz Ricardo Vale.

Em prol do esporte 

Brasília é considerada a Capital do esporte, de onde vários talentos saíram para representar nosso País em grandes competições. Por ter certeza de como o esporte é um instrumento de transformação social, o deputado Julio Cesar (PRB), destinou emenda para o programa Compete Brasília, que viabiliza passagens aéreas e terrestres, a fim de incentivar atletas para representar o Distrito Federal em competições internacionais e nacionais.


Reflexão do Dia

As ditaduras e o totalitarismo aniquilam a liberdade de ser, agir e pensar. A mais pobre democracia é  preferível  à  mais farta das ditaduras.

Miguel Lucena - Delegado e Jornalista


Essa semana estreia o nosso canal no Youtube ‪#‎EMVoga‬. Lá teremos muitas novidades. Assista ao nosso vídeo e inscrevam-se no nosso canal.

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados