Publicado 05/02/16 às 20:22

PMDF: A Ponta do Iceberg e a tragédia anunciada


* Por Soldado Atlas

Era uma vez uma Polícia onde os homens mais capazes, mais audazes, valorosos e que reuniam todas as virtudes que se espera de um Policial cansaram, lutaram, gritaram, imploraram e por fim faleceram.

Aqueles que tinham propósito claros de que vale a pena trabalhar para garantir a vida , a propriedade e a liberdade dos cidadãos de sua cidade, desapareceram, não suportaram entregar suas vidas para um ideal, quando os meios que lhes  são oferecidos para servir são justamente os mesmo que servem para ceifar suas vidas.

De uma vez por todas se uniram, cansaram de observar meia dúzia de parasitas sugarem milhões de reais para realizar a manutenção de viaturas que nunca foram feita, enquanto reuniam farelos de seus suados salários para consertá-las.

Seus corpos estão em hospitais, salas de cirurgias, UTI, caixões , o dos parasitas, provavelmente se regozijando em um alto cargo do Governo, cujos os vencimentos são duramente pagos com nosso suor, lágrimas e sangue.

Somente o trauma coletivo gera união e nos parece que só a violência vai gerar a compreensão necessária a sociedade que os Policiais Militares dessa cidade não vão mais aceitar trabalhar de graça em escalas extras, não vão mais sair as ruas com viaturas sem condições, com coletes vencidos.

Nenhum PM dessa cidade vai aceitar trabalhar dezenas de anos e ter somente uma mísera promoção, com soldos sendo corrigidos pelo salário mínimo.

Qual o preço que você cobraria para arriscar sua vida por pessoas que não conhece e às vezes o despreza?

Pois o nosso preço acabou de subir, pois a vida de um irmão não se foi em vão e o seu filho que estava para nascer não merece uma Polícia Covarde.

Preparem-se pois para sustentar a lixeira social que depositam em nossos ombros, novamente, será preciso nos atender.

PARA DERRUBAR A NOSSA UNIÃO , É PRECISO MUITO MAIS QUE A INCOMPETÊNCIA DE UM GOVERNO SEM AÇÃO.

*Esse texto foi escrito por um Policial Militar e para preservar a sua identidade colocamos esse codinome 

Publicado às 11:09

A sensação de insegurança e a Polícia Militar

A sensação de insegurança toma conta do Distrito Federal. Quem nos dias de hoje entra em posto de combustível, e não dá aquela olhada para todos os lados. O medo de ser assaltado domina o imaginário. No final de noite desta quinta-feira, 4, tivemos uma amostra de que a sensação de insegurança não é coisa da nossa imaginação. 

No exercício de sua perigosa função acidentes acontecem.  A Polícia Militar registrou três acidentes com viaturas policiais. Duas viaturas capotaram na área central de Brasília ferindo cinco policiais militares. Em Águas Claras, a viatura colidiu com uma pilastra. Os PMs estavam tentando colocar na cadeia alguns dos bandidos que querem tomar conta do DF. 

O problema da Polícia Militar do DF afeta diretamente a Segurança Pública. Vocês sabiam que os policiais terão que pagar o conserto das viaturas acidentadas? Isso mesmo. Além de arriscarem as suas vidas, os policiais terão que pagar o conserto com o próprio bolso. Um verdadeiro absurdo. O próprio governador Rodrigo Rollemberg prometeu fazer um seguro para essas viaturas, mas a promessa até hoje não saiu do papel. 

Nem estou falando ainda da falta de manutenção das viaturas e não temos dúvidas em afirmar que o capotamento está diretamente ligado a esse fator. Esse problema vem desde o governo passado e o atual governo nada faz para mudar essa situação. 

A atenção deve ser voltada para a Polícia Militar. Uma politicagem desmedida sabota a corporação os fatores do dia a dia desanimam ainda mais a tropa.  O ano de 2016 não é nada promissor. Cerca de mil policiais devem se aposentar esse ano. A desmotivação é total, não é para menos.

Poucos tem coragem de escrever isso. A insegurança só vai diminuir quando a Polícia estiver nas ruas motivada. Onde há uma viatura, o bandido corre.  A lei é frouxa, todos sabem. Mas a PMDF precisa ser dona das ruas. Planejamentos. Discursos bonitos, nada vai adiantar.

A sociedade precisa saber que os policiais militares pedem socorro. Enquanto isso os gestores fecham os olhos.

Quem paga o pato somos todos nós.

Está dito!

Fonte: Redação 

Publicado 04/02/16 às 10:43

Um Passarinho Me Contou

...que quando a questão é área de Saúde Pública, toca-se na ferida, e esse problema "estoura" nos sacrificados servidores. Essa é a dura realidade...

...que no Entorno do DF existem clínicas de aborto clandestinas e algumas vezes o procedimento é mal sucedido. Esse é um exemplo de vários casos de Saúde Pública...

 ...que as pacientes procuram o hospital público para resolver o problema e escondem que passou por um procedimento de aborto. 

...que em Águas Lindas de Goiás algumas mulheres usam desse artifício para se livrar da gravidez . Diversos casos aparecem no Hospital da Ceilândia, por exemplo...

...que essa questão das clínicas de aborto clandestinas instaladas no Entorno DF deveria ser objeto de investigação por parte das polícias de Goiás e DF...

...que a ira dos deputados distritais com o governador Rollemberg é que não há chantagem por parte dos parlamentares. O governador promete mas no final...

...que Rollemberg promete espaço no governo, mas no prazo e horas marcadas o governador "some" e os deputados distritais aliados ficam a ver navios. Enrolado...

...que muitas vezes os deputados são chamados de vigaristas e chantagistas, mas nessa questão eles são completamente inocentes. É estranho, mas essa é a pura verdade...

...que nessa história ninguém é santo, mas que o governador enrola os deputados distritais, essa é a pura verdade. Só estamos contando a realidade de bastidores. Simples assim...

...que queira ou não, o ex-governador José Roberto Arruda está de volta, só não sabe se estará apto para disputar qualquer cargo eletivo. Mas há esperanças, porém bem remotas...

...que o caos administrativo que vive o DF, o fantasma de Arruda sempre está presente. No processo, sua defesa está otimista. Cenas dos próximos capítulos...

...que alguns deputados distritais querem Igor Torkaski longe da articulação política, mas o governador não. Nesse caso, a conspiração está comendo solta...

...que a atual gestão está repleta de lobbys. É um tal de 3% que não está no gibi. O governador deveria dar uma espiada em seu governo. Essas linhas não são blefe. Fica a dica...

Eita Passarinho que sabe de coisas, gente! 

Por Odir Ribeiro 

Fonte: Redação

Publicado 03/02/16 às 19:18

Buriti despreza e deputados reclamam

Na sessão plenária desta quarta-feira, 3, mais uma vez os deputados distritais foram só críticas ao governo de Rollemberg. A bola da vez foram os secretários do Palácio do Buriti. Os parlamentares acusam os integrantes do GDF de fazer pouco caso dos deputados. "E sou da Secretaria de Saúde e o secretário não atende uma ligação para resolver as demandas do setor," disse o semi falante Juarezão. 

Quem ficou com o ouvido cheio foi o subsecretário de Relações Institucionais Igor Torkaski. Um dia antes, o Portal Metrópoles foi flagrado trocando mensagens com integrantes do Palácio do Buriti onde dizia que não iria na reunião de líderes em tom pejorativo. Apesar das broncas e olhadas de canto parece que o deslize foi absolvido. 

Mas todo esse enredo já vem sendo retratado por esse espaço desde o inicio do governo. Os secretários e outros integrantes do governo não estão nem aí para os deputados distritais. A relação entre as partes é péssima. Se os secretários pudessem, nem conversariam com os parlamentares. Essa é a realidade. 

Nunca na história política do DF os deputados distritais foram tratados como políticos de quinta divisão. Rollemberg e a sua trupe conseguiram essa proeza. 


Fonte: Redação    

Publicado às 10:32

Um Passarinho Me Contou

...que ninguém explica o porquê de tantas viaturas da Polícia Militar estarem baixadas nos quartéis. Olha que não estamos falando de viaturas velhas...

...que esses contratos para a manutenção de viaturas são um mistério nunca desvendado. Por que não arrumam a frota? Quem ganha com isso? Essas são as perguntas...

...que outra situação constrangedora são os coletes a prova de bala. Ninguém explica porque esse equipamento de suma importância só vivem vencidos...

...que a verdade é que o governo de Rollemberg nada faz para estimular os Policiais Militares e o caos da segurança pública passa por essa questão...

...que esses dias uma grávida perdeu o seu bebê no Hospital da Ceilândia e um relatório mostra que não houve negligencia médica. Nesse caso tem um boi grande na linha...

...que a ginecologista que atendeu essa paciente é uma profissional dedicada e as investigações mostram que nenhum funcionário do Hospital da Ceilândia foi negligente...

...que o governador Rodrigo Rollemberg não foi a abertura dos trabalhos da Câmara Legislativa e mandou o chefe da Civil Sérgio Sampaio...

...que Sampaio esqueceu os óculos e foi difícil ler a mensagem do governador que tinha mais de 30 páginas. Até nessas horas o abacaxi sobrou para ele...

...que Sérgio Sampaio falou para ninguém. Enquanto ele lia a carta enviada pelo governador, os deputados distritais não se deram o trabalho de prestar a atenção...

...que foi com a cara de orgulhoso que o governador disse Brasília está mais "segura" e os índices de violência só vem caindo. Claro que tudo foi escrito antes do latrocínio no Guará II...

...que um detalhe poucos sabem: algumas armas dadas como destruídas pelo Exercito misteriosamente estão de volta nas ruas, ou seja, essas armas estão sendo desviadas...  

...que para se constatar isso basta cruzar as numerações das armas, ou seja, a polícia faz o seu trabalho e as armas voltam para as ruas. Muito estranho...

...que a Secretaria de Segurança não conta como homicídio, o baleado que vai para o hospital e por lá falece. Há uma certa maquiagem nesses números...

...que o governador Rodrigo Rollemberg prometeu contemplar os deputados distritais só depois do Carnaval. Será? 

Eita Passarinho que sabe de coisas, gente! 

Por Odir Ribeiro 

Fonte: Redação

Publicado às 02:33

Reeleição pode subir no telhado

A presidente da Câmara Legislativa está nos Estados Unidos para um encontro com o presidente Barack Obama. Mas por aqui as negociações fervem. O assunto que tomou conta dos bastidores foi a reeleição da Mesa Diretora da CLDF. No final do ano Celina conseguiu uma importante vitória e a proposta passou em primeiro turno. 

Agora a emenda que garante a reeleição da Mesa Diretora precisa ser votada em um segundo turno. Para isso precisa de 16 distritais. Mas as primeiras conversas sugerem que tudo pode subir no telhado. 

Dois parlamentares "aliados" de Celina afirmaram que vão "roer a corda." A conversa foi ouvida por este blogueiro. Talvez tenha sido só um recado. Mas os corredores não costumam blefar. 

Enquanto Celina, toma o seu café com Obama, as coisas acontecem por aqui. Um conselho: Te cuida Leoa! 

Fonte: Redação 

Publicado 02/02/16 às 21:22

Rollemberg apanha na Câmara Legislativa

A Câmara Legislativa retomou os seus trabalhos nesta terça-feira,2. Na abertura dos trabalhos legislativos o governador Rodrigo Rollemberg não compareceu. O assunto foi o latrocínio ocorrido no Guará II. Os deputados distritais disseram a plenos pulmões que a política de segurança pública do atual governo está fracassada. 

As críticas ao governador Rodrigo Rollemberg foram tão pesadas que alguns chegaram a propor a decretação de estado de emergência na segurança pública. Pasmem! Até mesmo uma intervenção do ministério da Justiça foi cogitada.

De acordo com os distritais tanto governistas e oposicionistas, o governo de Rollemberg é indefensável. A situação do governador não está fácil lá pelas bandas da CLDF. 

A verdade é que os deputados distritais não vestem e não vestiram a camisa do atual governador. Agora teremos cenas dos próximos capítulos. Se o final será feliz ninguém poderá cravar. 

Fonte: Redação

 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados