20/02/2018 às 11:04

Um Passarinho Me Contou

...que a aproximação entre Tadeu Filippelli (PMDB ou MDB) e Jofran Frejat (PR) causou um racha na direita de Brasília e isso nos bastidores virou uma novela...

...que Filippelli não abre mão de escolher o vice de Frejat . Inclusive uma turma ligada ao PMDB trabalham em conjunto com Frejat...

...que Fernando Leite ex-presidente da Caesb está cotado, sim para ser vice de Frejat. Indicação de Filippelli...

...que Wellington Luiz também do PMDB seria um dos vices de Frejat, mas Filippelli descarta essa possibilidade. Tretas do passado...

...que o presidente do PTB-DF, Alírio Neto é um dos que não abrem de sua candidatura e está se articulando para montar a sua frente... 

...que Arruda está monitorando as pretensões de Alírio e a qualquer momento pode entrar na jogada...

...que nos bastidores a informação é o distanciamento de José Roberto Arruda da campanha de Jofran Frejat. Esse é o retrato de momento...

...que Flávia Arruda não quer ser candidata a deputada federal, o PTB abriu as portas. A esposa de Arruda ficou de pensar...   

...que no cenário de momento a candidatura de Izalci Lucas ao Buriti é prejudicada pela sua instabilidade no PSDB. O partido a nível nacional o sacaneou...

...que a situação de Alberto Fraga no DEM-DF também não está nada confortável. A perda da liderança do partido na Câmara Federal deixou Fraga distante do Buriti...

...que nada impede uma reviravolta no cenário. Política não é para analistas, mas, sim para aqueles que acompanham fatos. O resto é bobagem... 

...que o governador Rodrigo Rollemberg está confiante que o PRB de Wanderley Tavares e Júlio César vão continuar na base. Isso é dado como certo...

...que Joe Valle (PDT) está muito animado com a possibilidade de candidatura ao Palácio do Buriti e já está em campo se articulando...

Eita Passarinho que sabe de coisas, gente! 

Por Odir Ribeiro 

Fonte: Redação 

19/02/2018 às 11:05

Artigo: A implosão de Rollemberg e os destroços do DF

 

*Por Dr. Gutemberg Fialho 

Era uma tragédia anunciada. O desabamento do viaduto da Galeria dos Estados, na última terça-feira (06), revelou a precariedade de várias estruturas do Distrito Federal e as trincas de um governo em queda. Uma gestão que não se preocupa em recuperar qualquer tipo de pilar: nem de prédios, casas ou viadutos e muito menos de direitos básicos da população, como saúde, educação e segurança. Assim funciona, desde o início, a “administração” de Rodrigo Rollemberg. E não vai mudar.

Assim como várias obras da capital, incluindo alguns cartões postais, o governo de Rodrigo Rollemberg está ruindo. Ao ser eleito para governar Brasília, detentora da maior área tombada do mundo, ele parece ter entendido, dentro de suas limitações, que o melhor seria não fazer nada. E adotou, então, o que chama de “nova política”: a da irresponsabilidade, que visa, sobretudo, as privatizações. Este é o socialismo do atual governador do DF.

Infelizmente, foi preciso que uma tragédia acontecesse para que as veias de um governo sem rumo fossem expostas a toda a população. Agora, não há mais pilares para Rollemberg sustentar sua farsa. Especialistas apontam, inclusive, o risco de desabamentos em vários outros pontos do Distrito Federal; estruturas que deveriam ter passado por manutenção e reparos há, pelo menos, cinco anos. O Teatro Nacional, um dos cartões postais da cidade, é uma delas. E esses alertas foram feitos tanto pelo TCDF quanto por outros órgãos de fiscalização e controle, como o próprio MPDFT.

Mas, o GDF tem por hábito não escutar alertas. Tampouco críticas. O SindMédico-DF é outro exemplo disso. Há anos, denunciamos o caos na saúde pública do DF. E o que foi feito pelo governador para reverter a situação? Absolutamente nada. Prova disso é que, nesta semana, no mesmo dia do desabamento na Galeria dos Estados, a imprensa local denunciou que “em dois anos e meio, 1.261 pessoas morreram esperando vagas na UTI no DF”. Os números são de um relatório interno do GDF.

E frente a todos os destroços do Distrito Federal – em todas as áreas - a inércia de Rollemberg é uma constante.  Mesmo depois de ver seu reino da fantasia escancarado Brasil afora com a notícia do desabamento no centro de Brasília, o governador não consegue responder a altura, com dignidade e, principalmente, transparência. Ele não explicou, por exemplo, por que o viaduto no Eixão não foi contemplado nas ações de manutenção. Tudo o que se sabe, até o momento, é que os R$ 4,2 milhões destinados à restauração de estruturas elevadas não foram aplicados.

Agora, um dia antes do desastre no Eixão, outro alerta foi dado: a barragem do Lago Paranoá corre risco de desabamento. A afirmação é do presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon), Luiz Carlos Botelho. E, se isso acontecer, o espelho d’água – que é artificial – desaparece. Mas o GDF, claro, nega que exista essa possibilidade, garantiu que a estrutura foi fiscalizada no ano passado e, provavelmente, deve ignorar o aviso.

Fiquemos atentos: Rollemberg se comporta como Nero, o imperador insano. Ele assiste sua própria ruína, refém de sua incompetência, e vai até o fim no seu propósito de ser reeleito. Mesmo que, para isso, seja necessário implodir Brasília. É o desmonte do desmonte do desmonte. 

*Dr. Gutemberg Fialho é presidente do Sindicato dos Médicos do DF

17/02/2018 às 19:10

Sucessão ao Palácio Buriti 17/02/18: um retrato


A corrida ao Buriti pegou fogo. Ainda nem chegamos a fevereiro e esquerda e direita do DF estão absolutamente rachadas. Os egos, as vaidades e absoluta incapacidade de perceber o outro dinamitaram as alianças que se desenhavam. Agora é cada um por si. 

No campo da esquerda, a possibilidade de Rollemberg atrair partidos e quadros para sua candidatura caiu junto com o viaduto. Ainda que não viesse bem nas pesquisas de intenção de voto, o governador acreditava que um discurso de "austeridade" seria suficiente para alçá-lo ao segundo turno das eleições. Ledo engano. A coisa está tão feia com o pessebista que até Rômulo Neves, seu ex-chefe de gabinete, declarou essa semana que Rollemberg deveria se abster de disputar a reeleição.

Com o ocaso de Rodrigo, quem se encorajou foi o Presidente da CLDF, Joe Valle (PDT). Nesta semana Joe bateu o martelo: é sim candidatíssimo. Tarefa difícil. Desde a emancipação política do Distrito Federal, nenhum político passou direto da Câmara ao Buriti. Quando seu nome é testado em pesquisa, o desempenho é pífio. 

Joe aposta suas fichas na proposta de extinguir a verba indenizatória e, com isso, atrair o apoio do senador Reguffe, primeiro político do país a abrir mão da verba indenizatória. Tarefa difícil: Reguffe apoiou os últimos dois governadores (extremamente impopulares) e dificilmente disponibilizará seu capital político em um voo cego.

No campo da direita, a confusão é parecida. O atual líder das pesquisas, Jofran Frejat, recentemente se isolou. No afã de se afirmar como candidato da direita, Frejat, em reunião recente, tentou se impor candidato do grupo. Se deu mal. Apenas Fillipelli (e seu MDB) topou, com a condição de indicar o vice na chapa. Frejat topou e, resultado disso, passou a uma condição de extremo isolamento. Além de desagradar Arruda, afastou Izalci, Fraga, Alírio e Paulo Octávio, que não aceitam jogar o jogo passivamente.

Neste novo polo, as coisas também estão desordenadas. Izalci não tem nenhuma segurança frente ao PSDB. E, sem partido, sem jogo. Paulo Octávio vem se esforçando para conquistar o controle do Progressistas (PP), mas a briga com Filipelli é dura. Fraga não anda bem no DEM e foi preterido (para não dizer traído) na escolha do líder do partido na Câmara Federal. Alírio Netto tem o PTB nas mãos.

Além disso, o mundo político do DF sabe que Alírio é o preferido de Arruda. E em sã consciência, nenhum ator político desconhece a força do careca. Arruda, mestre da sedução, sempre buscou aprovar na CLDF suas proposições por unanimidade. Muitas vezes foi bem-sucedido. 

Neste processo eleitoral, quer fazer o mesmo: ser o fiador e articulador de uma frente que reúna todos os políticos de seu campo. Mas as vaidades de parte a parte o afastam deste intento.

Por fim, uma constatação: se Reguffe e Arruda entrarem no jogo não se surpreendam se virmos um segundo turno entre Joe e Alírio. 

O tempo dirá... 

Fonte: Redação 

15/02/2018 às 20:15

Um Passarinho Me Contou


...que água para virar vinho é daqui para ali e na política não é muito diferente. Basta estar bem na fita para tudo mudar...

...que um pré-candidato ao Palácio do Buriti antes dirigia o próprio carro agora o mesmo está com motorista e dois assessores...

...que esse flagra foi feito em um dos restaurantes da cidade. Mudanças de hábitos do dia para a noite...

...que Joe Valle presidente da Câmara Legislativa é mais do que nunca pré-candidato ao Palácio do Buriti. Todas as condições serão lhe dadas...

...que o PDT nacional aposta muito na sua candidatura e está disposto a bancar a campanha de Joe para governador...

...que Joe Valle conseguiria uma boa parcela da chamada esquerda e outros partidos políticos. As articulações estão a todo vapor...

...que a Rede poderia ser uma dessas legendas. Nos bastidores dizem que o martelo foi batido e Joe topou encarar a disputa...

...que o governador José Roberto estava fora da cidade e agora está de volta de olho nas articulações políticas...

...que a Polícia Militar não se organiza e, por isso, dificilmente elege um representantes tanto na Câmara Federal quanto na distrital...

..que nos dias de hoje na PM, o nome que se destaca é o do Sargento Jabá...

...que enquanto outros "Papa-Mykes" fazem campanha nas redes sociais, Jabá tem visitado todos os batalhões de polícia...

...que Paulo Octávio quer vir senador e para isso vai fazer valer o acordo que tem com o PP nacional. Treta!...

...que nos bastidores Tadeu Filippelli garante que P.O não terá vez. Quem levará a melhor? Cenas dos próximos capítulos...

...que o ex-secretário de Saúde do governo Agnelo, Rafael Barbosa irá disputar uma cadeira de deputado distrital, o PMDB ou MDB seria o destino...

Eita Passarinho que sabe de coisas, gente! 

Por Odir Ribeiro 

Fonte: Redação 

às 18:39

Feliz ano novo e uma ótima sucessão


Feliz ano novo a todos. Fim de festa agora a política de Brasília começaram as articulações para valer. Nos bastidores a guerra de egos está solta. Com a fragilidade do governador Rodrigo Rollemberg toda a classe política colocou na cabeça que pode governar. Todos querendo um espaço para disputar o Palácio do Buriti. 

Até agora estão no páreo: Jofran Frejat (PR) o líder das pesquisas, Alírio Neto (PTB) que está em busca de uma terceira-via, Joe Valle (PDT) que tem a chancela do seu partido a nível nacional e Wanderley Tavares (PRB) que tem aval da ala cristã para tocar as suas pretensões seu partido irá deixar a base governista em março. 

Nos momentos atuais não adianta dizer que esse aquele não presta. Hoje não temos grande líderes políticos, o quadro pouco se renovou. Os dois maiores líderes da política do DF são José Roberto Arruda e Joaquim Roriz. Alguém tem dúvidas disso? 

Há grande possibilidades do próximo governador de Brasília sair desses nomes.  

São incógnitos Alberto Fraga (DEM), Izalci Lucas (PSDB) e o PT que estão com futuros indefinidos. Outro fator pouco citado é que nas pesquisas a indecisão dos eleitores é a grande protagonista.  Hipoteticamente todos  com reais chances de vitória. 

E mais: quem está com a crista alta pensando que já ganhou. Cautela! Eleições e presunção levam a derrota. 

Fim de Carnaval é a hora de fazer todas as apostas. Que comecem os jogos.

Resumo da Opera. 

Fonte: Redação  

08/02/2018 às 08:00

Um Passarinho Me Contou


...que a vida política do deputado distrital Robério Negreiros (PSDB) é uma verdadeira gangorra de emoções. Suas reuniões o leva para várias direções...

...que uma das possibilidades seria uma filiação ao PSD, houve a sondagem e as articulações,  só que as mesmas pararam nas mesas...

...que até filiação no PMDB ou MDB como queiram está no radar. Robério fez as pazes com Filippelli e o quer apoiar para federal...

...que a notícia mais louca do dia é que o Podemos foi oferecido para Robério presidir. Seria uma baita de uma reviravolta. Isso um passarinho nos contou...

... que essa coluna costuma acertar na mosca basta as partes envolvidas abrirem os olhos e não serem acometidas de surpresas...

...que em Planaltina na direção da via-sacra, "Cristo" foi traído por um judas que não quis ser pregado na cruz. Judas foi beijado por "Cristo", mas o milagreiro tomou uma pernada...

...que Marco Campanella entrou em contato com a coluna e afirmou que o PPL não está fechado com PTB. Campanella ironizou a coluna: "Eita passarinho desinformado"....

...que Bispo Rodovalho deseja que o deputado distrital Júlio César se eleja deputado federal e terá seu apoio para isso. Mais uma exclusiva...

...que o deputado distrital, Agaciel Maia (PR) segurou bem a onda do governador Rodrigo Rollemberg nos últimos dois dias..

...que Rollemberg fará de tudo para ter Agaciel como seu mentor na campanha de reeleição...

...que em uma coisa Rollemberg está certo: muita gente fez merda e agora está tirando o corpo fora. Mas o eleitor está de olho nos dupla face...

...que anotem esse nome - Benedito da Vozinha - esse personagem é um youtuber que será candidato a distrital. Fiquem de olho...

...que o duro para Rollemberg não é um viaduto cair, mas sim ser criticado por certas figuras políticas. Isso sim deve ser de doer...


Eita Passarinho que sabe de coisas, gente! 

Por Odir Ribeiro 

Fonte: Redação 

às 06:00

Perto de Frejat

 

O presidente dos Sindicatos dos Médicos do DF, Gutemberg Fialho está de malas prontas para se filiar ao PR-DF do pré-candidato ao governo Jofran Frejat. Gutemberg irá fazer parte da nominata e seu objetivo é uma cadeira de deputado distrital. 

Nas eleições de 2014 o sindicalista disputou pelo PSB e obteve 8.858 votos. Agora em 2018 Gutemberg será um dos opositores do governador Rodrigo Rollemberg. 

Fonte: Redação 

 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados