Publicado 07/10/15 às 19:01

Se arrependimento matasse...


O governador Rodrigo Rollemberg se precipitou ao anunciar a reforma do seu secretariado.
Explico: quando o governador falou sobre a junção das secretarias, a possibilidade de remanejar recursos do Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos do Distrito Federal (Iprev) não havia vindo à tona. O salvador da pátria foi o oposicionista Chico Vigilante (PT), que falou sobre o superávit institucional.

A equipe técnica liderada por José Willemann deu o caminho das pedras para os técnicos, que andavam meio perdidos. Assim garantiram a folha dos servidores públicos.

Entretanto, antes dos recursos do Iprev, Rollemberg já havia comentado sobre o enxugamento das secretarias. O fato desagradou em cheio os seus aliados de primeira hora.

A única verdade é que o governador não precisaria fazer essa drástica reforma. Nenhuma secretaria precisaria ser extinta. Se a solução do Iprev fosse descoberta antes, a extinção das Pastas teria sido uma mera chuva de verão.

Ah, se arrependimento matasse...

Fonte: Redação

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados