Publicado 06/09/15 às 07:00

O Big Brother suspeito

A máxima de Lavoisier é conhecida de qualquer menino do ensino primário. Mas a aplicação dela na política é uma idéia nova, uma adaptação do governo Rollemberg.  Como nada se cria ou se perde, o GDF transformou o grampo ilegal em instrumento oficial. Ao menos essa é a impressão geral. Vejamos. Vira e mexe aparece um vídeo novo, supostamente vazado após uma reunião com Rodrigo Rollemberg.  

O fato é que os tais vídeos sempre beneficiam o governo. No primeiro caso, os distritais ficaram na saia justa, quando foram supostamente vazadas imagens deles no toma lá da cá típico dos governos ditos de esquerda. 

Agora foi a vez de imagens de uma reunião sobre gestão pactuada na Saúde.  Uma idéia que os governadores não tem coragem de tratar abertamente e encarar as forças os interesses corporativos de médicos e demais sindicatos da área. 

Com esse vídeo,  Rollemberg mede a temperatura desse debate, sem ter de dar a cara a tapa. Com imagens vazadas é fácil voltar atrás e dizer que não queria dizer o que disse. 

Para fechar a análise,  tem ainda o vídeo da conversão de Rollemberg à fé evangélica.  Uma cena que seria risível,  não fosse a tristeza de ver politizado assunto tão sério e tão caro a tantas vidas efetivamente dedicadas as coisas do céu.  


É,  em Brasília nada se cria e nada se perde. Tudo aqui se transforma,  até a fé do nosso excelentíssimo governador-video-maker.


Fonte: Redação 

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados