Publicado 20/03/15 às 20:10

Terra do Absurdo: Truculência de Major coloca uma subtenente na cadeia

Subtenente Cybele Aguiar 
Mais uma polêmica nas fileiras da Polícia Militar. Na tarde desta sexta-feira, 20, mais uma reunião de rotina acontecia no 17 Batalhão de Águas Claras. Mas no meio da reunião a Subtenente Cybele Aguiar e o seu superior Major L. Alves tiveram um pequeno desentendimento. 

Segundo informações apuradas pelo blog, Cybele discordou das escalas do Serviço Voluntário Gratificado(SVG), ou seja, o PM que se dispõe a trabalhar na sua folga é remunerado pelo governo. 

Com a discordância a subtenente pediu para se retirar da sala, mas o major não autorizou. Mesmo a assim a Cybele saiu da reunião e com isso, o Major Alves deu voz de prisão a policial. Cybele foi encaminhada para a Corregedoria da Polícia Militar. 

Cybele junto a comunidade 
O absurdo dessa história é que a policial ficará presa em um presídio chamado Papudinha. Isso mesmo PRESA! Absurdo! Tudo porque o Major Alves, não conseguiu dialogar é preferiu o caminho mais drástico. Agora a sua colega de farda vai passar a noite em uma prisão longe de sua família. Que eu saiba cadeia é para bandido. Não para uma policial decente. 

Essa questão poderia ser resolvida com uma  simples conversa.  Será que o sisudo Major, não têm filhos? Agora as três filhas da Subtenente Cybele não passarão a noite com a mãe. Só porque o major quis impor a sua autoridade a todo custo. 

Lembrando que a Subtenente Cybele Aguiar é uma das policiais mais queridas de Águas Claras. A PM também foi candidata a deputada distrital pelo PRTB. Estou começando a entender. 

Fonte: Redação 

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados