Publicado 28/09/16 às 10:15

Deputados se reinventam

A política é imprevisível, mas nem tanto. Todo meio profissional é corporativista e com políticos, não é diferente. Os processos de cassação contra os distritais vão ficar parados até o final das investigações da Operação Drácon. Ponto. 

Paralelamente o governador Rodrigo Rollemberg irá sofrer as consequências. A ordem é dar  uma porrada atrás da outra. Nunca na história política do DF, um governador foi tão contestado na CLDF. As críticas são da cintura para baixo. 

O primeiro ato - os deputados  estão fazendo de tudo para enterrar de vez o projeto que autoriza o Palácio do Buriti a  contratar Organizações Sociais( OSs) de outros estados. No Orçamento de 2017 os distritais já apresentaram uma emenda que não autoriza o GDF usar recursos para esse tipo de projeto. Esse foi só um começo. 

Daqui para a frente a chapa vai esquentar e o desejo de alguns deputados distritais e ver o governador em péssimos lençóis. Por enquanto, eles estão conseguindo. 

Fonte: Redação  

Publicado às 00:11

Coluna do Celson Bianchi

Sem salário

A deputada distrital Liliane Roriz (PTB) apresentou atestado médico para justificar sua ausência na semana passada na Câmara Legislativa. Liliane estava fazendo exames, a pedido de seu médico. Contudo, desde que foram divulgadas as denúncias feitas pela distrital ao Ministério Público do DF, em 17 de agosto, Liliane não tem aparecido na Câmara Legislativa. Renunciou ao cargo de vice-presidência da Casa e, de lá pra cá, salvo a semana passada, está de licença sem vencimentos, ou seja, sem receber salário.

Não passou batido

Distrital por dois mandatos, Ayton Gomes esteve ontem (27) na Câmara Legislativa para fazer uma visita de cortesia a colegas. Gomes, oriundo da carreira de bombeiro militar, disse que agora dedica o tempo para cuidar da família.

Consumidor 

Depois de concessionárias e revendedoras de automóveis, chegou a vez de bares e restaurantes que respeitem o Código de Defesa do Consumidor serem certificados pelo Instituto de Defesa do Consumidor do Distrito Federal (Procon-DF). A iniciativa faz parte do programa Selo Amigo do Consumidor, que na primeira etapa, em agosto, reconheceu 51 estabelecimentos do ramo avaliado.

Consumidor 2

Para participar, o empresário interessado deve acessar o site do Procon e realizar a inscrição, que é gratuita, até o dia 30 de setembro.  Os inscritos passarão por curso de capacitação, de 3 a 5 de outubro, ministrado por especialistas do Procon, da Fecomércio e do Sebrae. O curso vai tratar de temas como relação de compra e venda, adequação ao Código de Defesa do Consumidor e penalidades em caso de descumprimento ao código.

Controle

O Tribunal de Contas da União entendeu que as despesas com a contratação de organizações sociais, no caso da União, não são computadas nas despesas de pessoal para efeitos da Lei de Responsabilidade Fiscal. Para a bancada do PT na Câmara Legislativa, isso em nada altera o entendimento do Tribunal de Contas do Distrito Federal, segundo o qual as despesas com mão de obra, em substituição de servidores e empregados públicos, são obrigatoriamente computadas para fins de LRF.

Controle 2

O partido divulgou nota sobre o tema. "A decisão do TCU também em nada altera a posição da Bancada do Partido dos Trabalhadores contrária a essas contratações. Entendemos que contratar organizações sociais é forma de burlar a seleção por concurso público e, pelo que se está delineando, também servirá para burlar a Lei de Responsabilidade Fiscal", diz o texto.

Inadimplentes

O Governo de Brasília deixou de arrecadar cerca de R$ 150 milhões com a inadimplência do IPVA em 2016. Se valores de anos anteriores forem considerados, a dívida ativa referente ao tributo chega a R$ 403 milhões. A última parcela do boleto deste ano venceu em maio. Contribuintes que não quitarem os débitos até sexta-feira (30) terão o veículo aprendido, caso sejam parados em blitze do Departamento de Trânsito (Detran) ou da Polícia Militar, já que a obrigatoriedade de apresentação do licenciamento deste ano começa no sábado (1º de outubro).

Valorizando o Cerrado 

O Dia do Cerrado foi comemorado durante Sessão Solene proposta pela Presidente da Comissão de Assuntos Fundiários (CAF), deputada Distrital Telma Rufino, na terça feira (27). Na segunda edição do evento, realizada na faculdade de Tecnologia da Universidade de Brasília, a parlamentar teve como objetivo ampliar o discurso de preservação d-e nosso bioma junto a comunidade acadêmica. Durante o evento foi concedido o título de Cidadão Honorário de Brasília ao professor Genebaldo Freire Dias, principal autor brasileiro em educação ambiental.

Reflexão do dia 
A redução de impostos, eliminação do excesso de burocracia e a conversão das receitas em investimentos nas atividades intensivas de mão-de-obra, é a saída para reduzirmos o desemprego no Distrito Federal.

Agaciel Maia (PR) - deputado distrital 

Fonte: Jornal Alô Brasília 

Publicado 27/09/16 às 22:37

Rollemberg ganha paródia

A tensão entre o governador Rodrigo Rollemberg e a presidente do SindiSaúde, Marli Rodrigues (foto) tende a ficar ainda maior. No Youtube circula uma paródia em homenagem a gestão do socialista. A paródia do funk "Baile de Favela" virou "Baile do Incompetente" - o clipe  faz duras críticas a Rollemberg.  

Será que o Palácio do Buriti vai curtir? 

Assista o vídeo 


Fonte: Redação 

Publicado às 00:03

Palácio do Buriti cada vez mais isolado

Desde o início da gestão Rodrigo Rollemberg retratamos sobre o isolamento político de seu governo. E nessa última segunda-feira, 26, o essa situação ficou mais evidentemente. Uma audiência pública promovida por deputados distritais evidenciou essa situação. O motivo do entrevero é a Agefis comandada por Bruna Pinheiro. As derrubadas abruptas do órgão desgasta a imagem do governador. O governo se defende dizendo que combate a grilagem é fundamental para o futuro do DF.

A tensão aumenta quando os deputados distritais entram no meio. Os parlamentares prometem não votar mais nada relativo ao governo. A intenção é achar um meio termo para as derrubadas. Se isso é possível. A relação entre CLDF já não é nada boa e as derrubadas da Agefis só pioram as coisas.

Poucos falam, mas, a realidade é que o Palácio do Buriti tem uma verdadeira repulsa a Câmara Legislativa. Nesse meio estão os moradores angustiados porque as suas casas foram derrubadas. Tristeza de um lado e a frieza dos tratores da Agefis estão no meio da guerra de egos.

As coisas poderiam estar piores, porque alguns parlamentares estão na mira da justiça com a Operação Drácon e os seus campos de atuação estão limitados. Mas as críticas a Rollemberg são duras. A coisa está no estilo "Todos contra Rodrigo." 

Para ter a uma ideia nessa audiência pública até o deputado federal Izalci Lucas(PSDB) ganhou espaço para disparar críticas em direção a Rollemberg. O parlamentar questionou a ausência de representantes do governo na audiência pública. 

E mais:  a obstrução de pauta não será adotada por todos os parlamentares. A deputada Telma Rufino, por exemplo, está com o governo mesmo nos momentos de tensão.

A turbulência do avião político parece não ter fim. 

Fonte: Redação 

Publicado às 00:01

Coluna do Celson Bianchi

É lei!

O comércio do DF agora poderá funcionar aos domingos. A proposta, de autoria da distrital Celina Leão (PPS), foi sancionada pelo governador Rollemberg. A medida visa, principalmente, a geração de emprego. Os direitos dos trabalhadores estão assegurados no texto.

Avanço

Foi aprovado no plenário da Câmara Legislativa o Projeto de Lei de autoria do deputado Julio Cesar (PRB-DF) permitindo pessoas que moram no mesmo domicílio realizarem provas de concurso na mesma localidade, visando facilitar o acesso ao local. Em muitos casos, os candidatos que vivem em um mesmo núcleo familiar têm que se dirigir a diferentes localidades para a realização da prova. Durante esse percurso correm o risco, mesmo se organizando de se depararem  com trânsito intenso nas proximidades ou encontrar dificuldade em localizar estacionamento. Com a implementação dessa lei diminuirá consideravelmente essa realidade, pois o trajeto seria único.

Preocupação

Racionamento de água do Distrito Federal e de que forma a Câmara Legislativa poderá contribuir. Esse é o tema do debate que a Comissão de Meio Ambiente da Câmara vai promover nesta terça-feira (27), a partir das 9h30, na sala de reuniões das comissões da Casa.

Preocupação 2

Para o presidente do colegiado, deputado Cristiano Araújo (PSD), a Câmara Legislativa não pode se omitir diante da grave crise de abastecimento de água que a capital federal enfrenta atualmente. “É papel da Comissão de Meio Ambiente e do Legislativo local promover o debater sobre o colapso no abastecimento, ajudar a fazer uma radiografia da situação e apresentar soluções”.

Preocupação 3

Já confirmaram presença na reunião o presidente da Adasa, Paulo Salles, que falará sobre o papel da agência na crise e o presidente da Caesb, Maurício Luduvice, que abordará sobre o que a empresa de saneamento tem feito para reduzir o sofrimento da população em relação à falta de água.

Gabinete Itinerante

Bem longe do período eleitoral, tem deputado na rua. Motivo de surpresa para a população. Não. Não é tempo de campanha política no DF, mas o distrital Delmasso (PTN) não aparece só em tempo de eleição. A bordo de seu Gabinete Itinerante, está sempre presente nas ruas, nas feiras e pontos de táxi.

 Gabinete Itinerante 2

O projeto teve início em março de 2016 e batendo de porta em porta, a equipe Delmasso já visitou 3.338 casas, ouviu 559 pessoas nas feiras, 177 nos pontos de táxi, totalizando 4.124 pessoas alcançadas.

Gabinete Itinerante 3

“São os melhores momentos da minha semana, quando vou para a rua, fazer o que realmente importa, que é ouvir as pessoas e estar próximo a elas. Nós cuidamos das pessoas, pois a essência do nosso mandato é servi-las”, deputado Delmasso. 

Dia do Cerrado

Considerado o segundo maior bioma brasileiro, o cerrado foi o sistema ambiental brasileiro que mais sofreu com a ocupação do homem. No Distrito Federal, considerado berço das águas, é preciso pensar o desenvolvimento, caminhando lado a lado com a preservação do meio ambiente. Nesse sentido, a deputada Distrital Telma Rufino sem partido, vai realizar uma sessão solene nesta terça-feira (27), as 10 horas, no auditório da Faculdade de Tecnologia da UNB, em comemoração ao Dia do Cerrado.

Esqueça

A distrital Sandra Faraj (SD) tem reclamado a colegas que este colunista teria sido o autor de notas sobre a atuação da parlamentar publicadas em outros veículos. Isso não procede, nobre deputada! Afinal, se fosse nossa a autoria, as tais notas seriam publicadas neste espaço, assim como nas três rádios e uma emissora de TV com as quais temos parceria. 

Reflexão do dia 

"A questão da derrubada de moradias no DF precisa ser judicializada. A Ordem dos Advogados do Brasil precisa entrar na Justiça pedindo proteção desses moradores, vítimas dessas derrubadas. A Bruna Pinheiro, presidente da Agefis, cometeu tantas atrocidades que a OAB deveria era pedir a prisão dessa mulher". 

Ricardo Vale (PT)- deputado distrital 

Fonte: Jornal Alô Brasília 

Publicado 26/09/16 às 16:56

Os julgadores patéticos do mundo virtual


Antes de começar essa postagem já digo de antemão que não sou adepto ao jornalismo de opinião. Preferimos trazer os fatos não  brincar de ser o dono da verdade. Nada contra quem trabalha dessa maneira. Segundo - não sou comissão de ética do jornalismo e nem tenho a pretensão de  criticar a matéria de ninguém. Aliás sou contra isso. Fui claro? 

Esse final de semana uma matéria de um policial dormindo em uma viatura policial no Lago Norte chamou à atenção. O militar foi filmado por um cidadão que o avistou em um posto de gasolina. Com a tecnologia e a informação na mão de todos querer ser justiceiro virou moda. Todos sedentos em posar de donos da verdade e da razão. Na internet todos viram juízem implacáveis os julgamentos precipitados viraram moda. Aliás ninguém deveria julgar o próximo. 

A pessoa que filmou o policial queria fazer justiça com o próprio celular e cometeu uma tremenda injustiça. O cidadão munido de seu dispositivo filmou o policial e mandou para a redação de um veículo de imprensa que só fez o seu papel. Respeito o trabalho dos colegas e não tenho críticas a tecer. 

Já o cidadão antes de apontar o seu celular julgador deveria ter ido tentar saber o que acontecia com o policial que estava em um sono profundo e sozinho. Ele podia estar passando mal. Não só isso ele corria riscos. Já pensou se algum bandido se aproveita da situação e o pior acontece? 

Pois é, conheço o personagem da história dos tempos que eu morava no Paranoá. O PM tem sérios problemas de saúde sofre com convulsões naquele dia estava passando mal. Ele dormia por esse motivo. 

O cidadão com seu celular julgador não se colocou no lugar do seu próximo, só tinha sede de fazer a tal justiça tola e cibernética. Não sabe ele que seu celular foi um instrumento de injustiça. Expôs um pai de família e profissional que mesmo com limitações de saúde se dedica ao seu trabalho e servir a sociedade.  E mais: o policial mesmo com essas limitações tira serviço voluntário uma especie de hora extra. 

Tomara que a Corregedoria da Policia Militar do DF não entre nessa esparrela e não puna o PM. Já ao policial vai aqui uma sugestão: cuide de sua saúde. Não vale a pena o senhor sacrificar sua qualidade de vida e ainda assim ser exposto. 

Ao justiceiro do celular dou outra dica -  reze - para que você nunca precise desse policial que o seu dispositivo móvel expôs a troco de nada. 

Está dito! 

Fonte: Redação 

Publicado às 09:30

Um elefante chamado OSS

O tema Organizações Sociais (OSs) causa muita polêmica no Distrito Federal. O momento político da Capital é turbulento. Tudo na cidade gera muita suspeição e a falta de credibilidade afeta todas as ações políticas ou administrativas. Podemos afirmar que o sistema de Saúde do DF, beira a falência. Não precisa ser especialista para chegar a essa conclusão. Prova disso é que os planos de saúde estão cada vez mais caros.

 Para o governador Rodrigo Rollemberg essas OSs são a solução. "Não temos pediatras na rede pública de Saúde," disse o governador em uma reunião com os blogueiros. 
 
Na verdade os médicos não querem tomar posse na Secretaria de saúde do DF. Na gestão  passada um médico ganhava R$ 8.857.80 passou para R$ 6.635,31. O profissional que foi ouvido por nossa reportagem ainda nos mostrou a planilha acima  mostrando a realidade. Gratificações e outros benefícios foram cortados. Olha que não estamos falando das péssimas condições dos hospitais públicos.

Devido ao conjunto da obra, os médicos estão se recusando a trabalhar na rede pública. Além dos profissionais que estão se aposentando e não estão sendo repostos. A gestão da Secretaria de Saúde mais sabota o governo do que qualquer outra coisa

Com a Saúde Pública em frangalhos o governo vê como solução as OSs. Mas a solução não poderia estar na próprio serviço público? Politicamente não está sendo bom negócio insistir na contratação desse tipo de serviço como solução. O desgaste com os servidores e órgão de controle estão cada vez maior. Vale a pena pagar o preço?

As últimas notícias também não ajudam - Organizações Sociais - metidas em corrupção brotam nos noticiários. Uma delas envolvidas nesses esquemas fez até doação para a campanha do governador. Isso só piora as coisas, a Câmara Legislativa emparedada também não se sente a vontade para sequer discutir o assunto. 

Nesse caso vivemos um vai e vem, o governador Rodrigo Rollemberg tenta convencer todos de que as OSs são uma revolução e do outro lado as circunstâncias  jogando contra as pretensões do governo. 

Por enquanto, vitória das circunstâncias.

Fonte: Redação  

 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados