16/04/2018 às 13:44

O dilema do Xerifão

 
Estamos diante das eleições mais incertas da história política do Brasília e do Distrito Federal. A disputa para deputado distrital será uma verdadeiro samba do crioulo doido. Estima-se que serão 14 vagas para mais de 1 mil candidatos disputarem. Na verdade só uns 40 nomes estão no páreo. O resto é só escada ou figuração. 

Com o eleitorado querendo distância da política e consequentemente de políticos entra no jogo o voto do "amor". Esse tipo de voto pode ser uma tendencia nessas eleições. Um exemplo claro é o delegado-chefe da delegacia do Recanto das Emas, Pablo Aguiar. O "delegato" como é conhecido nas redes sociais é bem-sucedido e exemplo na condução de sua equipe, o policial raiz estilo "Xerifão" despertou o meio político. 

Pablo e a sua equipe conseguiram reduzir homicídios, roubos a coletivos e já efetuaram mais 100 prisões só em 2018 no Recanto das Emas. Entres os elementos fora de circulação estão estupradores, homicidas e principalmente traficantes. Um alívio para a sociedade. Esses números e a proximidade da delegacia com a comunidade sem politicagem fazem com que parte da comunidade queira Pablo na política.  a possibilidade de sair candidato a deputado distrital, mas, gente o encorajando não falta. Ele tem três meses para decidir o caminho que irá seguir. 

Um alento para Pablo: o último Xerifão que se aventurou na política consegui se eleger e deixou saudades. 

Fonte: Redação 

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados