16/08/2017 às 10:30

Polícia Civil engrossa para o lado do governo


Informações Milena Lopes, Jornal de Brasília 

Após uma assembleia na porta do Palácio do Buriti, com momentos de tensão e quase invasão por parte dos policiais civis, o governo recebeu representantes da categoria e há chances de se retomar o diálogo entre Polícia Civil e governo. Na prática, nenhuma promessa foi feita à categoria. O secretário da Casa Civil, Sergio Sampaio, mandou dizer que estava incomunicável. E quem recebeu os representantes da categoria mais o deputado distrital Cláudio Abrantes (sem partido) foi o subsecretário de Relações do Trabalho e do Terceiro Setor, Márcio Gimene, que deixou claro que nada poderia resolver.

Sem bonecão

Presidente do Sindicato dos Policiais Civis, Rodrigo Franco disse que este foi um “gesto de boa vontade” da categoria, que espera uma proposta concreta antes da assembleia marcada para a próxima terça-feira. “Não trouxemos o bonecão. Mas vamos fazer os bonequinhos”, disse, no encontro, em referência aquele boneco inflável do Pinóquio.

Mais reunião

Para a categoria, o encontro sinaliza a reabertura do diálogo, já que Sergio Sampaio mandou dizer também que deve se reunir com os demais secretários e dar um retorno para a categoria antes da assembleia.

Quase amigos

O deputado federal Laerte Bessa (PR) foi um dos passou pela assembleia dos policiais civis e disse ter atendido, recentemente, a um pedido do governador Rodrigo Rollemberg para que pedisse ao presidente Michel Temer que não vetasse o projeto que equipara o ICMS na região Centro-Oeste. “Eu estava mais próximo do governador, contra minha vontade. Mas, pelo jeito, estou vendo que será impossível negociar”, disse.

Pelos meios federais

O parlamentar ressaltou que continua lutando pela paridade da categoria e tem se reunido semanalmente com o presidente Da República para tentar construir um caminho viável para atender aos anseios dos policiais.

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados