25/05/2017 às 13:13

Depois da tempestade. Quem irá enfrentar Rollemberg?


A crise política que afeta a sociedade de um modo geral leva a várias reflexões. Como irá reagir os eleitores em 2018? Como os políticos vão se portar? Na sucessão do DF, quem irá enfrentar o governador Rodrigo Rollemberg? Teremos um W.O? São perguntas sem respostas e quem tentar responder pode estar cometendo "perjúrio". 

Os adversários de Rollemberg são escassos e incógnitos. Izalci Lucas (PSDB), Jofran Frejat (PR), Eliana Pedrosa ( sem partido) e Alírio Neto (PTB) são algns dos nomes. 

Com o abatimento de Tadeu Filipelli e José Roberto Arruda, a situação está completamente embolada e qualquer previsão não passa de mera especulação. 

Esse é o quadro até o momento:

Jofran Frejat tem a questão de não se posicionar. Está mais em cima do muro do que o próprio Reguffe. No seu partido, o PR, ele é só mais um, não apita nada e é tratado como um plano "B". Quem manda na legenda é o ex-governador José Roberto Arruda, enrolado na Lava-Jato. Nos bastidores dizem que o deputado distrital Agaciel Maia futuramente pode das as cartas por lá. 

Izalci Lucas também tem o partido na mão e já conseguiu as bênçãos do PSDB nacional para ser o candidato ao Palácio do Buriti. Resta saber se as últimas notícias em torno do senador Aécio Neves vão afetá-los aqui no DF. O desafio do parlamentar é mostrar que é agregador, isso o coloca na incógnita. 

Eliana Pedrosa está sem partido. Depois que a operação Lava-Jato abateu caciques da política de Brasília, a empresária e ex-deputado distrital já vê um novo horizonte. Dias atrás, Eliane esteve em São Paulo e começou as negociações com uma famosa legenda. 

Alírio Neto nas rodas de conversas não é visto como candidato ao Palácio do Buriti. Seus "aliados" dizem a jornalistas e articuladores que o delegado e ex-distrital, no máximo, é federal. Mas Alírio tem carta branca do seu partido. A sua legenda tem cerca de 1 minuto de TV e tem as bênçãos do presidente nacional Roberto Jeferson. Alguns emplumados tem pose, mas o partido não chega a 30 segundos de TV.  Se tempo de TV for requisito, Alírio pode seguir a sua caminhada. O delegado precisa mostrar que não é mais uma incógnita.

Com as reviravoltas da política do DF. A pergunta que não quer calar é essa: quem enfrentará o governador Rodrigo Rollemberg? Isso não quer dizer que Rollemberg irá ganhar, até porque sua rejeição é alta e difícil de reverter, mesmo assim seus adversários patinam. 

A coisa está confusa 

Fonte: Redação  

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados