27/04/2017 às 10:19

A derrocada de Sandra e a CLDF



A quinta-feira, 27, começou agitada. No olho do furacão mais uma vez a Câmara Legislativa. A deputada distrital, Sandra Faraj(SD) foi alvo de buscas comandado pelo Ministério Público do DF (MPDF) em seu gabinete e na residência.  

Além de seu irmão Fadi Faraj ter ido depor, por meio de condução coercitiva. A acusação dessa vez é de que a deputada estava se apossando de parte do salário dos funcionários do gabinete. Não tenho dúvidas que há um certo "delator" por trás de tudo e assim não tem para aonde correr.  


O processo de cassação Sandra iria ficar no famoso banho-maria, mas depois dessas novas notícias podemos dizer que a situação da parlamentar está insustentável. Sandra está nas "mãos" de seus colegas e o seu futuro navega no mar das incertezas. 

Esse blog acompanha a CLDF e os bastidores da política há seis anos e essa notícia de que alguns distritais ficavam com parte de salário de comissionados não é nova. Só não tinham vindo a tona. 

A verdade que a Câmara Legislativa está pressionado com esses novos fatos e no caso de Sandra uma resposta precisa ser dada. A classe política está cada vez mais desacreditada. 

Ninguém esperava uma derrocada tão grande da família Faraj.

Já a CLDF mais uma vez está no olho do furacão. 

Pobre política do DF.

Fonte: Redação 

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados