03/01/2017 às 11:35

Rollemberg mostra ao vice quem manda

O governador Rodrigo Rollemberg não está para brincadeira. Na manhã desta terça-feira,3, sem dó e nem piedade o governador exonerou não só o vice-governador Renato Santana da Administração de Vicente Pires, como também demitiu parte de seus assessores. Dizem que a retaliação correu por causa do discurso crítico na posse do presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle (PDT). Ledo engano. 

O governador interrompeu as suas férias não foi por causa da revolta coca-cola da CLDF, mas, sim por causa de Renato Santana. Rollemberg recebeu informações de que Santana estava disposto a revogar o decreto que aumentou as passagens de ônibus e metrô. As críticas de Santana só encorajou, o socialista a pegar o avião e resolver logo a questão. Inclusive havia gente incitando Renato nos bastidores. O governador estava sendo informado de tudo em tempo real. 

Segunda parte 

O encontro com os deputados distritais da Mesa Diretora da Câmara Legislativa na noite desta segunda-feira,2, foi mera formalidade. Rodrigo já sabia o que iria falar e a sua disposição em suspender o decreto era zero e assim foi feito. 

Poucos sabem, o governador Rodrigo Rollemberg lida bem com as críticas de parte da imprensa e muitas vezes é educado nas respostas. O governador não tolera de forma é rebeldia de aliados e o vice caiu nessa esparrela. Nessas horas Rodrigo é implacável. 

A dissidência de Renato Santana custou caro. Podemos dizer que a relação entre PSD e PSB que não era boa subiu no telhado. O desgaste não vem de hoje, desde a crise da Saúde o governador mantinha uma certa distância do seu vice. Agora o caldo entorna de vez. 

Por trás das exonerações há um recado claro de Rodrigo: No Palácio do Buriti quem manda é ele. Quer mandar? Dispute a eleição. 

Renato Santana sentiu que com "Rodrigão" não se brinca. 

Fonte: Redação 

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados