13/01/2017 às 12:06

Rollemberg e CLDF: O Trapalhão e os vilões

Foto: CLDF 
A anunciada derrota do Palácio do Buriti ainda provoca muitos ruídos na política do Distrito Federal. Nunca na história de Brasília um governador desprezou tanto a Câmara Legislativa e nunca na história uma Câmara Legislativa afrontou tanto um governador. Vivemos novos tempos e ninguém imaginaria que isso um dia poderia acontecer. 

A derrubada do decreto que aumentou as passagens de ônibus é uma distração. A classe política está desacreditada. A sociedade não confia nos políticos. O governo de Rodrigo Rollemberg sofre bombardeios de toda parte da sociedade. Até o cachorro que mija no poste critica o governador. O dono das chaves de Brasília está em uma ilha isolado sem apoio político.

Os deputados distritais estão pegando esse vácuo e impondo diversas derrotas ao governador que os desprezou. Caso, Rollemberg tivesse uma base na CLDF, o aumento das passagens não seria motivo de protesto por parte do parlamento.

 Nos bastidores Rollemberg sempre disse que não deixaria os distritais dominar o seu governo. Essa postura radical está lhe custando muito caro. Poucos acreditam na reeleição da atual gestão, nem os próprios filiados do PSB-DF. 



Ainda mais que o aumento dado pelo governo foi de forma abrupta. O que pesou foi que tudo ocorreu em plenas férias do governador. Um prato cheio para os desprezados distritais que nem queriam saber de política estavam todos de férias. Janeiro sempre é parado, mas dessa vez teve uma movimentação política atípica. Rollemberg conseguiu com que os distritais trabalhassem em período de férias. O queimado na história foi ele próprio.  

A briga entre as partes está só no começo, dizem que o governador está mapeando os apadrinhados de alguns distritais. Sua vingança virá em forma exonerações na seção 2 do Diário Oficial. 

Toda essa briga de egos e jogos de intrigas não foi pelos R$ 5. 

Bem-vindo ao teatro chamado política. Convidamos vocês para assistir a peça. "O Trapalhão e os vilões". 

Não preciso nem apresentar os protagonistas e os coadjuvantes. Só sei de uma coisa no espetáculo você é a plateia e nada mais...

Fonte: Redação  

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados