Publicado 15/11/16 às 18:45

Sucessão da CLDF: Tubarão e presa

Na sucessão da Câmara Legislativa do DF (CLDF) o governador Rodrigo Rollemberg será o ponto decisivo. Independente das críticas a sua gestão ou seu jeito de fazer política. Nos oceanos os tubarões bastam sentir o cheiro de sangue para atacar a sua presa com toda a voracidade e apetite. Assim o alvo fica sem apuros e não tem escapatória.  

Na história Rollemberg é a presa. O Palácio do Buriti precisa que o próximo presidente da CLDF seja afinado com o governo. Para que isso aconteça, o deputado (tubarão) precisa de espaço. Empregar os seus cabos eleitorais é a meta. A caneta palaciana precisa abrir espaços para os aliados. Mais uma vez as administrações regionais e parte das secretarias entrarão na jogada. 

A disputa está concentrada no círculo governista já que a combalida oposição da CLDF não tem forças para lançar um candidato a Mesa Diretora. A briga acirrada está entre a sua fragilizada base. Alguns para desistir da disputa vão exigir mais espaços no governo. Já outra ala irá trocar o seu voto por mais alguns cargos. 

Nesse jogo Rollemberg tem a caneta só resta saber se ele será a presa ou o tubarão. A resposta no dia 15 de dezembro. 

Fonte: Redação 

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados