Publicado 05/11/16 às 16:19

Secretaria produz caderneta provisória de saúde da criança



A Secretaria de Saúde produziu 50 mil exemplares de uma caderneta da criança provisória para ser distribuída aos pais enquanto não recebe o documento oficial entregue pelo Ministério da Saúde. O órgão federal, que anualmente distribui três milhões de cadernetas em todo país, atrasou a entrega por não ter conseguido concluir o pregão para a compra.

"Essa caderneta tem tudo que a criança precisa para seu acompanhamento até os dois anos de idade. A oficial, porém, é para o uso até os 10 anos de idade. Assim, esperamos que em até seis meses a troca seja feita", explica a coordenadora de aleitamento materno e banco de leite humano da secretaria, Miriam Santos.

A caderneta produzida pela Secretaria de Saúde tem 16 páginas, enquanto a oficial conta com 187 páginas. "Tínhamos estoque das cadernetas oficiais para até outubro. Estamos com a rede toda abastecida com a que produzimos, para que as crianças não fiquem sem suas marcações, como peso, altura e as vacinas", diz Miriam Santos.

Ela aconselha que, se por algum motivo, alguma família tenha saído da maternidade sem a caderneta, que volte ao local onde a criança nasceu para fazer a retirada. Tão logo as cadernetas da criança distribuídas pelo Ministério da Saúde cheguem à secretaria, a pasta divulgará a logística de substituição.

CADERNETA - A Caderneta de Saúde da Criança é um documento importante para acompanhar a saúde, o crescimento e o desenvolvimento da criança, do nascimento até os 9 anos de idade.

Elas são distribuídas pelo Ministério da Saúde para as secretarias de saúde dos Estados e dos Municípios com mais de 200 mil habitantes. Cabe a elas distribuir para as maternidades, de forma que cada criança nascida em território nacional adquira gratuitamente a caderneta, na maternidade de nascimento, seja ela pública ou privada, em cumprimento ao estabelecido na Portaria nº 1.058, de 4 de julho de 2005.

A primeira parte da caderneta é destinada a quem cuida da criança. Contém informações e orientações sobre saúde, direitos da criança e dos pais, registro de nascimento, amamentação e alimentação saudável, vacinação, crescimento e desenvolvimento, sinais de perigo de doenças graves, prevenção de violências e acidentes, entre outros.

A segunda parte é destinada aos profissionais de saúde, com espaço para registro de informações importantes relacionadas à saúde da criança. Contém, também, os gráficos de crescimento, instrumentos de vigilância do desenvolvimento e tabelas para registro de vacinas aplicadas.

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados