Publicado 03/10/16 às 09:38

Rollemberg não contará com "Cristo"

A semana não será nada boa para o governador Rodrigo Rollemberg. Pressionado pelos funcionários públicos que exigem o cumprimento do aumento de salários que foi concedido pelo seu antecessor Agnelo Queiroz. Essa questão virou uma sinuca de bico. 

Agora, o governador precisa mais do que nunca dos deputados distritais. Uma das soluções do Palácio do Buriti para aumentar a arrecadação é o aumento de impostos e para que isso aconteça só com a aprovação da CLDF. Mas o filme do socialista está mais queimado na Câmara Legislativa. 

Um dos que não apoiam Rollemberg é o deputado Cláudio Abrantes (Rede). O parlamentar que conseguiu voltar a CLDF depois da ida de Dr. Michel para o Tribunal de Contas do DF (TCDF) tinha tudo para ser uns dos aliados mais fieis de Rollemberg. Só que não. 

Pensava-se que Abrantes seria um aliado de primeira hora, mas o distrital nunca conseguiu se entender e nem conseguiu espaço no governo. Resultado: a relação esfriou como de um casal sem paixão. 

Agora as coisas tendem a ficar mais frias. O parlamentar está recuperando o seu espaço nas esferas da Polícia Civil e prometeu para a categoria que também está brigada com Rollemberg e que não votará nada que favoreça o Executivo. Inclusive, o parlamentar fala isso em alto e bom som. 

E mais: como não tem espaço no governo e suas relações com o Palácio do Buriti são distantes Abrantes pode estar a caminho da oposição. 

Cláudio Abrantes já fez o papel de Cristo na Via-Sacra de Planaltina e lá na encenação ele carregava uma pesada cruz. Nesta altura do campeonato, tudo que "Cristo" não quer é carregar uma cruz chamada governo Rollemberg. 

Fonte: Redação 

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados