Publicado 12/09/16 às 15:13

Suplentes rebeldes

Caso haja um afastamento temporário ou definitivo do mandato dos parlamentares investigados pela Operação Dracon, na Câmara Legislativa, o cenário para o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) não estará tão otimista assim como comemoram integrantes do Palácio do Buriti.

Partindo do pressuposto de que pelo menos quatro deixariam seus mandatos, em tese, e poderiam liberar as cadeiras para quatro suplentes. Seriam eles: Washington Mesquita (PTB), Dr. Charles (PR), Virgílio Neto (PSDB) e Roosevelt Vilela (PSB). Eles supostamente entrariam nas vagas de Cristiano Araújo (PSD), Bispo Renato (PR), Raimundo Ribeiro (PPS) e Celina Leao (PPS).

O fato é que pelo menos três dos suplentes não andam lá com mil amores pelo governador Rollemberg. Um dos casos, Washington Mesquita não consegue sequer trocar uma palavra com o atual chefe do Executivo. O médico Dr. Charles não tem falado sobre sua situação. 

Há também, como já dito pelo blog, o suplente Roosevelt Vilela, que tem sido preterido pelo governo socialista. Virgílio Neto, pela situação atual do PSDB, dificilmente entraria na Câmara Legislativa para defender os interesses governistas.

O que era para ser apenas um oposicionista, que já seria um saldo positivo em relação ao quadro atual, o governo pode simplesmente trocar os atuais oposicionistas por outros novos adversários. Isso por mera falta de diálogo.

A seguir cenas do próximo capítulo.

Fonte: Redação

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados