Publicado 21/07/16 às 17:38

Marli acusa, Governo comemora e Ministério Público só observa

Esta quinta-feira, 21, está emocionante. O primeiro ato desta reunião extraordinária da CPI da Saúde na Câmara Legislativa foi o depoimento da presidente do Sindsaude, Marli Rodrigues.   A sindicalista abriu o verbo e disse de cara que os deputados distritais não estão envolvidos em casos de corrupção na Secretaria de Saúde. 

Os distritais que compõem a CPI queriam mais provas e ficaram aborrecidos. Só que Marli, antes de depor na CPI, deixou um farto material no Ministério Público do DF (MPDF). Portanto, a sindicalista não falou nem 1% do que sabe, talvez orientada pelo próprio MPDF. 

O Governo - No Palácio do Buriti houve uma intensa comemoração. O governador Rodrigo Rollemberg partiu para o ataque. Disse que tudo não passou de calunia e difamação. Agora a tendência é que o trator governista tente colocar panos quentes nessa situação e possa tocar o governo. Se depender da CPI da Saúde nada será apurado. 

Os deputados distritais ainda tomaram pé da situação. A bola está com o Ministério Público que está com as denuncias há algum tempo. 

Resumindo: Marli jogou a bola para o alto, o governo tenta matar no peito e fazer o gol. Nesse meio, o Ministério Público será o juiz que vai determinar as próximas jogadas desse jogo. 

Fonte: Redação

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados