Publicado 24/07/16 às 23:47

Coluna do Celson Bianchi


Entrevista Especial com- NILO CERQUEIRA, ex-Administrador Regional do Sudoeste/Octogonal por duas vezes, ex-Secretário de Relações Institucionais do GDF , ex- Superintendente Federal  do ministério da agricultura de Brasília. 


Celson Bianchi- Como você avalia os setores de saúde , educação e  segurança no DF?

Nilo Cerqueira- São três setores fundamentais, e certamente não existe uma forma mágica para melhorar a gestão nessas áreas, mas, se tivermos dirigentes comprometidos com o atendimento ao público,com a valorização dos servidores , que apliquem corretamente os recursos públicos, que estabeleçam um diálogo permanente com os setores de cada área e que não queiram fazer  trampolim político, talvez possamos chegar a um bom nível de gestão.

CB-  Como vê as denúncias no atual governo?

NC- Vejo com preocupação e tristeza. Espero que seja tudo apurado e punido quem cometeu algum ilícito. Práticas como essa não deveriam existir mais.

CB- Quando foi administrador do sudoeste /octogonal, por duas vezes alcançou excelentes índices de aprovação. Qual o segredo?

NC- Não tem segredo. Fiz do jeito que sempre encarei a vida pública, com muito diálogo com osmoradores , transparência , isenção , colocando sempre a sociedade acima de qualquer outro interesse e  respeitando as leis.

CB- Você foi secretário de relações institucionais do GDF. O que se deve observar nessas relações com os poderes?

NC- Respeito. Saber que os poderes são harmônicos,mas independentes entre si. Cada um deles tem que executar muito bem o seu papel e não interferir na seara alheia.

CB- Se o governador quisesse um conselho seu, o que diria a ele?

NC- Diria algumas coisas. Mas isso não acontecerá.


Emergencial 

O Plenário do Tribunal de Contas do DF decidiu, autorizar a continuidade do processo de contratação emergencial de serviços de vigilância pelo Governo do Distrito Federal (Processo 21720/2016), desde que o GDF efetue mudanças no projeto básico e na planilha de custos e formação de preços do edital. A contratação havia sido suspensa pela Corte na última terça-feira, 19 de julho.

Emergencial 2

O Tribunal condicionou o prosseguimento da contratação emergencial à comprovação, pelo GDF, de suficiência de recursos orçamentários e à publicação no Diário Oficial do Distrito Federal de Aviso de Dispensa de Licitação e do ato da autoridade superior ratificando contratação emergencial.

Emergencial 3

O plenário também considerou procedentes os questionamentos feitos em duas representações relativas à contratação emergencial, protocoladas pela Brasfort Empresa de Segurança Ltda. e pelo Sindicato das Empresas de Segurança Privada, Sistemas de Segurança Eletrônica, Cursos de Formação e Transporte de Valores no Distrito Federal – SINDESP/DF.

Emergencial 4 

Entre as alterações determinadas no edital, está a exclusão da exigência de que as empresas participantes do certame comprovem a experiência mínima de três anos na execução de serviços de vigilância com no mínimo 50% do número de postos a serem contratados. No entendimento do Tribunal, essa exigência é desproporcional ao tempo máximo de vigência dos ajustes emergenciais, que é de 180 dias.

Emergencial 5

Em relação à planilha de custos, as mudanças determinadas pela Corte abrangem a metodologia de cálculo de direitos e encargos trabalhistas, como adicional noturno, horas-extras, desconto de vale-transporte e intervalo intrajornada, entre outros.

Licitação 

A contratação emergencial deverá garantir a continuidade dos serviços de vigilância nos órgãos do GDF até que seja concluída a licitação sobre o mesmo objeto. O edital de abertura do Pregão Eletrônico, lançado em abril, foi alvo de seis representações no TCDF e a licitação foi suspensa pela Corte em maio (Processo 12593/2016). A discussão deverá retornar ao Plenário para deliberação nos próximos dias.

Reflexão do dia 
Constrangedor é ter um profissional desse na nossa saúde! 
#vaitrabalharGutemberg

Marlon Costa- Coordenador de Acompanhamento Institucional do GDF

Fonte: Redação

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados