Publicado 08/06/16 às 19:08

Robério e Chico trocam farpas; ouça os áudios

Por Elton Santos/Guardian DF
Não é de hoje que a relação entre os deputados distritais Chico Vigilante (PT) e Robério Negreiros (PSDB) é bem conflituosa. Afinal, eles representam categorias antagônicas. O primeiro defende os vigilantes, já o segundo as empresas que empregam esses trabalhadores. Mas nas últimas semanas, a briga ganhou contornos mais ácidos.
O último embate entre os dois se deu no whatsapp, mas os áudios acabaram vazando. Um dos motivos da briga é um projeto do deputado Robério que pede transparência nas contas de sindicatos de empregados.
Vigilante, como é de conhecimento público, tem grande influência no sindicato da categoria. A entidade se sentiu atingida. Por isso o grande conflito.
Mas a conversa acabou enveredando para outras direções, que não apenas ao do projeto. O deputado petista, por exemplo, disse, em um dos áudios, que “não tem nenhum diretor do sindicato (dos Vigilantes) que tenha sido preso pela Polícia Federal e você foi preso. Você ficou quanto tempo no cárcere?”, disparou Vigilante, referindo-se a Operação Sentinela que investigou fraudes em contratos da empresa Brasfort.
Em outro áudio, Robério profetizou um final trágico para seu colega. “(Sobre o PT) Ele já acabou. Se você vai enterrar sua vida pública nele é problema seu. No Plenário eu converso contigo até 2018”, disse. O petista rebateu chamando o PMDB (ex-partido de Robério, hoje ele está no PSDB) de quadrilha.
Sobre as críticas que Robério faz atualmente ao Executivo, Vigilante disse: “Você está falando tão mal do governo Rollemberg, mas a empresa do seu pai cresceu 400% no governo Agnelo”, calculou o petista que ainda chamou o tucano de desqualificado.
Outro motivo da desavença entre os dois parlamentares foi a redução de postos de trabalho para a área de vigilância, implementado pelo governo de Rodrigo Rollemberg.
A reportagem tentou contato com os dois deputados. Segundo Robério, Vigilante “está falando mal da classe produtiva e dizendo que as empresas, mesmo com a redução determinada pelo tomador de serviços, poderiam arcar e colocar o pessoal de férias. Uma inverdade contada diversas vezes para ficar uma verdade. Tipico de um petista fracassado”.
Robério também contesta uma das falas do petista de que ele e o sindicato dos vigilantes conseguiram barrar a demissão em massa de trabalhadores.
“A determinação de redução partiu do governo. Serão mais de 4 mil desempregados na área de vigilância, limpeza e terceirização e manutenção. A redução se operou agora. Ja foi determinado a todos os prestadores do governo. O lado social disso é desastroso. Pais e mães de família sem emprego em tempos de crise”
A reportagem ainda não conseguiu contato com o deputado Chico Vigilante.
Ouça alguns áudios clicando aqui:

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados