Publicado 10/05/16 às 11:00

Exonerações, traições e Rollemberg: a política do DF ferve

O governador Rodrigo Rollemberg não está para brincadeira. A exoneração de correligionários do deputado distrital Lira (PHS) não foi surpresa para ninguém. A Administração de São Sebastião veio abaixo. Desde a semana passada rolou a notícia de que o governador está aborrecido com a conduta de Lira e de outros deputados considerados da base governista. 

Principalmente com aqueles que estão caminhando ao lado da presidente da Câmara Legislativa, Celina Leão(PPS). Os infiéis fazem reuniões em diversos cantos da cidade e ainda se intitulam "os rebeldes." 

Cerca de oito parlamentares com cargos no Executivo não deixam bem claro as suas posições perante a atual gestão. Nos bastidores, os parlamentares fazem jogo duplo. Juram amor eterno a Rodrigo e ao mesmo tempo prometem fidelidade a Celina. Rollemberg já sacou tudo e não será mais passivo com essa situação.

Alguns deputados distritais estão na alça de mira da caneta do governador. Um deles é Rodrigo Delmasso (PTN). O governo considera que Delmasso tem atuação dúbia e assim prejudica pautas governistas 

Nos próximos dias a situação deve piorar e a seção 2 do Diário Oficial deve trazer muitas exonerações. O deputado Lira foi só o começo. Quem pensa que Rollemberg é "bobo" está caindo do cavalo. 

E mais: A maioria dos deputados distritais têm cargos nas Administrações Regionais e agora o governo começa a estruturar e mandar recursos para as RAs. Nessa, os deputados estão em total desvantagem. A caneta do governador é muito poderosa e distrital precisa de cargos. Não tem como competir. 

Nesse caso podemos dizer que Lira foi uma espécie de "boi de piranha". É um recado claro para os deputados que querem pagar para ver. Rollemberg saiu do casulo. 

Fonte: Redação 

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados