Publicado 07/03/16 às 16:05

Caos na Saúde do DF: Estou sentindo na pele

Amigos que sempre prestigiam esse espaço. A segunda-feira,7, está sendo desesperadora para o titular deste blog. Nesta manhã recebi a notícia que o avô por parte de mãe, José Inácio Ribeiro passou mal e precisou ser encaminhado ao Hospital do Paranoá. 

Os batimentos cardíacos do meu avô estão fracos e é só isso que eu sei. O médico disse que estado de saúde do meu avô é grave. A única chance de ter a sua vida salva é a internação em um Unidade de Terapia Intensiva(UTI). Porém não há vagas no hospital. 

Essa história já começou errada quando meu avô passou mal não tinha ambulância nem no Corpo de Bombeiros e muito menos no Samu. O carro do vizinho foi a ambulância. Absurdo!  

O atendimento precário ao meu avô mostra a falência do Estado e a incompetência do governo de Rodrigo Rollemberg. A atual gestão está mais para carpideira. Esse governo só fala da gestão anterior e não olha para frente. Não se esforça para resolver os problemas da Saúde Pública do DF. 

A vida do meu avô depende de uma UTI e de uma decisão judicial. Não é possível que nos dias atuais as pessoas percam a vida por causa da incompetência do governo e da maldita burocracia. Os minutos estão sendo decisivos para o meu avô. Essa história das UTIs é muito mal explicada. 

Meu avô nasceu no dia 1 de fevereiro de 1927. Cearense chegou na cidade do Paranoá no final dos 70. É um pioneiro da cidade e nessa hora merecia toda a dignidade. Me impressiona a lucidez e energia dessa pessoa

Vô Zé é um simples aposentado que recebe 1 salário mínimo. Nossos idosos não são respeitados, o cidadão do DF não é respeitado. Estou recebendo notícias que no Hospital de Santa Maria existem 20 UTIs desativadas. Absurdo. 

Não é primeira vez que passo isso. Há três anos tive uma crise apendicite e rodei por seis hospitais públicos só fui salvo devido a ajuda de amigos e uma corrente de fé. Por fim, fui operado no Hospital de Sobradinho e por milagre estou aqui escrevendo essas linhas. 

Prometo ao meu avô e a todos que passam por essa dolorosa situação,  vou investigar essa história das UTIs até a exaustão. Não sossegarei. 

Até quando a burocracia e a incompetência irão ceifar a vida dos nossos entes queridos?  


Fonte: Redação 

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados