Publicado 29/12/15 às 08:30

Rollemberg maltratou quem não devia

A relação entre os servidores públicos e o governador Rodrigo Rollemberg em 2015 foi de péssima para horrorosa. Greve dos professores e dos servidores da Saúde foram as marcantes e paralisaram o Distrito Federal. O caos tomou conta da Capital. 

Para entender essa história precisamos voltar as eleições de 2014. Os funcionários públicos, em sua grande maioria, adotaram a campanha socialista. Sem dó e nem piedade, o segmento deu uma bica no ex-governador Agnelo Queiroz. O apoio era dado de forma solidária sem ligações políticas. A esperança eram de dias melhores. Os adesivos do vote 40 estampavam os veículos particulares dos servidores. 

Nos dias atuais - No meio da confusão que foi as greves, o governador chegou a dizer que os sindicatos estavam manipulando o movimento grevista durante seu governo. Não precisa ser especialista e nem grande analista político para saber que qualquer governo precisa estar preparado para os servidores e seus sindicatos. A vacina para tudo é habilidade política e olho no olho. 


Arte produzida pelos servidores públicos e que circula nas redes sociais 
Os funcionários públicos tinham a ciência da péssima situação financeira dos cofres do GDF. E pelo que pude ver, estavam dispostos a colaborar. O faltou ao governo foi tato político da equipe do governador. A arrogância e o pedestal de alguns sabotaram o governo e gerou animosidade entre as partes. Os então aliados eleitorais hoje são ferrenhos opositores.

O vizinho - Em Goiás podemos dizer que o governador Marconi Perillo (PSDB) faz todos os tipos de maldades com os servidores públicos goianos. Lá, a influência dos servidores no pleito eleitoral é muito pequena. 

Já no DF a  população de Brasília é formada por servidores. A economia da cidade gira em torno deles. Fora a força eleitoral para decidir eleições para majoritários, eles são capazes de eleger deputados distritais e federais.

Rodrigo Rollemberg se as coisas continuarem nesse ritmo, as respostas aparecerão com toda força em 2018. De servidor público não se pode duvidar e muito menos subestimar.

Fonte: Redação

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados