Publicado 25/10/15 às 21:31

PMDB-DF rachado




Informações Radar Condomínios 
O ex-vice-governador Tadeu Filippelli foi reconduzindo à presidência do PMDB-DF com apenas 89 dos votos (60%) dos convencionais presentes na Convenção Regional do partido, ocorrida neste domingo (25). O auditório do Palácio do Comercio, na Asa Sul, estava praticamente vazio.
O baixo quórum foi traduzido por alguns convencionais como o inicio da decadência política de um dos homens mais fortes da política local e que domina a legenda desde 2009 ao tomar o partido do controle do ex-governador Joaquim Roriz.
A pouca presença dos convencionais teria sido um boicote camuflado diante da falta de alternância no comando do Partido que reconduziu Tadeu Filippelli em chapa única. O vice-presidente da República, Michel Temer, que havia prometido prestigiar o correligionário, não compareceu ao evento.
Apesar de ter sido derrotado nas eleições do ano passado, quando concorreu como vice- governador ao lado de Agnelo Queiroz (PT), no entanto Filippelli continua com forte influência no Governo Federal pelas mãos do vice-presidente da República, Michel Temer.
No início do ano ele foi nomeado como chefe de gabinete da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, mais foi exonerado no dia 1 deste mês. Ele espera por uma nova nomeação já garantida por Temer.
O poder de fogo do ex-vice-governador, não se limita ao Executivo Federal, se estende também à Câmara dos Deputados e a Câmara Legislativa onde abriga parentes, aderentes e a turma da “cozinha”. A maioria dos candidatos que disputou pela legenda na eleição passada se queixa de ter sido abandonado inexplicavelmente pelo cacique peemedebista. Até mesmo entre os de mandatos murmuram pelos quantos por ter que acomodar em seus gabinetes alguns indicados de Filippelli.
A convenção vazia desde domingo indica que o clima no PMDB local é de um racha sorrateiro e silencioso. O que mais chamou a atenção foi às ausências do primeiro suplente Hermeto e segundo suplente Daniel de Castro e Georgiano Trigueiros, que somados representaram mais de 23 mil votos.
O deputado distrital Robério Negreiros, que obteve mais de 25 mil votos, quantitativos estes garantiram a vaga de Wellington Luiz, e Rafael Prudente na CLDF, também não compareceu a convenção desde domingo.

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados