Publicado 10/08/15 às 08:00

Distritais deixados de lado


A composição entre o governador Rodrigo Rollemberg e a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) está cada dia mais difícil. O governo está emperrado. Além disso, o Palácio do Buriti está cada vez mais isolado. 

Um dos artifícios que governadores utilizaram no passado e que não é regra na atualidade, é a utilização de deputados distritais para compor o secretariado. Essa manobra faz com que o governo abra vagas para os suplentes. Com isso, o GDF tem tranquilidade para votar seus créditos e projetos mais polêmicos. Ou seja, a CLDF fica um pouco mais "mansa." 

Quando se reúne com parlamentares, o primeiro conselho ouvido por Rollemberg é que ele precisa compor o seu governo com distritais. Na maioria das vezes o governador fica em silêncio e deixa os deputados sem respostas. 

A verdade é que, nunca na história política do DF, os deputados distritais foram tão jogados para escanteio. 

Neste momento fico a imaginar a tristeza dos primeiros-suplentes.


Fonte: Redação

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados