Publicado 12/08/15 às 10:00

Base governista esfarelada


Não deu. Entre derrubadas e muitas palavras jogadas ao vento,um fato quase passou despercebido na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). A falta de união da base governista. Nesta terça-feira (11) o secretário de Mobilidade, Carlos Tomé e o de Relações Institucionais, Marcos Dantas, estavam de olhos atentos no plenário.

A esperança era aprovar o crédito suplementar da Lei Orçamentária do Distrito Federal, no valor de R$ 52,8 milhões. Ou seja, a grana precisa ser aprovada pelos distritais para pagar as empresas de ônibus, simples assim. Caso não haja a aprovação, as empresas não serão pagas e o fantasma da greve de ônibus pode voltar a rondar o DF. 

Tudo isso porque a base governista é praticamente inexistente na CLDF. Alguns distritais estavam por perto e, ainda assim, se dirigiram ao plenário para dar aquela forcinha ao governador Rodrigo Rollemberg. 

A cobra anda fumando!. 

Fonte: Redação

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados