Publicado 19/05/15 às 09:00

A eleição e o anão PSDB-DF

O domingo (17) foi dia de eleições nas 21 zonais do PSBD-DF. E nem precisou de resultado. Já podemos dizer que o deputado distrital Raimundo Ribeiro é o novo presidente do partido. Sequer precisaria de outra eleição. 

Mas vamos ao ponto. A verdade é que em todo esse processo, o tucanato se apequenou ainda mais. A desistência do deputado federal, Izalci Lucas, mostra um partido dividido e sem rumo, longe de ser um protagonista nas esferas da política do Distrito Federal. 

Izalci e Ribeiro, na atualidade, são os principais nomes da legenda. Muito melhor do que o retrogrado Eduardo Jorge e o inexpressivo Luiz Pitiman. Nas eleições passadas, o PSDB poderia ter um feito um papel muito melhor, não fosse o egocentrismo da dupla. Os tucanos hoje poderiam, no mínimo, ter dois distritais e dois federais. 

Ao deputado federal Izalci Lucas falta mais carisma. A sua fama de centralizador vai além dos bastidores. Já Raimundo Ribeiro pode pagar caro por ser aliado do titubeante governo Rollemberg. Principalmente porque nomeações só serão possíveis em 2016.

Se pararmos para pensar, as eleições no tucanato do DF foram um fiasco. Em um universo de 25 mil filiados,apenas 2 mil pessoas compareceram para votar. Militante que é militante aparece em massa quando é acionado. 

A cúpula do PSDB-DF não tem nada a comemorar. O partido, a cada dia que passa, se apequena mais. Que os próximos capítulos desmintam as minhas linhas. 

Fonte: Redação

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados