Publicado 13/04/15 às 18:11

Qual o buraco que importa?

Faixa de protesto no Sol Nascente 
Ruas cheias de buraco, lixo para todo lado, ou seja, os serviços públicos vão de mal a pior. Essas são algumas das reclamações cotidianas do cidadão brasiliense. Mas é outro tipo de discussão é que chama a atenção de certos políticos. 

Na tribuna da Câmara Legislativa pouco se fala ou reclama das mazelas da cidade. Mas basta falar de gay ou afins, que alguns parlamentares ficam alvoroçados e sobem nas tamancas. 

Parece que o teto desaba quando se toca nesse assunto. O dia a dia do brasiliense nessa caso fica em segundo plano. 

Moral da história: prefiro uma cidade cheia de gays do que esburacada. 

Obs.: Tomara que eu não tenha ofendido ninguém. 

Fonte: Redação 

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados