Publicado 26/03/15 às 09:38

Deputado defende uso de tasers por agentes do Detran






O deputado distrital Cristiano Araújo (PTB) defendeu, nessa quarta-feira (25), no plenário da Câmara Legislativa, o uso de tasers pelos agentes do Detran/DF, por entender que se trata de uma atividade de risco. O parlamentar também disse ser favorável a uma ampla discussão sobre o uso do porte de armas pelos auditores de trânsito do órgão.
Cristiano lembrou que, recentemente, um agente do Detran foi espancado depois de abordar um motorista que dirigia sem habilitação e o documento do veículo. “Se os agentes estivessem portando a pistola de descarga elétrica, teriam se defendido dos agressores e os atos de violência contra o agente não teriam acontecido” acredita o deputado.
O parlamentar afirmou não ver nenhum problema ou risco em um agente de trânsito bem treinado e com curso de formação usar a arma de choque para se defender, em casos extremos ou até de ameaça de morte. “O que não pode é o cidadão de bem, agente público, no exercício da sua função, ser atacado sem poder reagir”, argumenta ele.
Porte de armas – Em relação à polêmica e falta de consenso sobre o porte de armas para os auditores de trânsito, Cristiano cobrou do GDF uma posição sobre o assunto: “O governo não pode continuar dividido sobre esse tema, com os órgãos de segurança pública divergindo entre si.”
O distrital disse ainda que, se necessário, vai levar o debate do porte de armas pelos agentes do Detran à Câmara Legislativa, que aprovou a lei (Lei Distrital n° 1.398/1997) que respalda o uso de armas de fogo pelos auditores da autarquia. Ele afirmou que não entende porque a legalidade da norma é questionada há tantos anos e nunca se chega a uma decisão definitiva ou consenso. 
Fonte: Redação 

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados