Publicado 26/02/15 às 22:03

Médicos conseguem liminar e não terão salários parcelados

O Sindicato dos Médicos do Distrito Federal (SindMédico-DF) obteve, no fim da tarde de ontem, decisão liminar da 7ª Vara de Fazenda Pública para ação que pede a suspensão imediata do escalonamento dos salários dos servidores públicos imposto pelo governo do Distrito Federal (GDF).

O presidente do SindMédico-DF, Gutemberg Fialho, enfatiza que a Justiça demonstrou reconhecer a ilegalidade da medida e o dano que causa ao trabalhador. “Já fizemos uma paralisação e agora obtivemos essa sentença favorável à nossa demanda. Vamos usar de todos os meios lícitos para fazer valer nossos direitos”, destaca.

Dias antes, na segunda-feira, o SindMédico-DF convidou dirigentes dos demais sindicatos de servidores da Saúde, representantes do Sindireta e do Sinpro-DF para uma reunião, da qual se originou o Movimento Sindical de Defesa do Serviço Público do Distrito Federal cuja primeira ação foi divulgar moção conjunta de apoio ao movimento reivindicatório dos professores.

“Em vez de deixar de cumprir suas obrigações institucionais e patronais, o GDF tem que fechar a toneira de benefícios concedidos por meio de renúncia fiscal e perdão de dívidas”, afirma Gutemberg.


Informações SindiMédico-DF 

ZapZap
 
Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados